graphics card reviews | graphics card comparison |

new journalism agora é outra coisa

Infografia e newsgames: as novidades da Superinteressante

Infografia e newsgames: as novidades da Superinteressante

A Superinteressante foi uma das primeiras a experimentar a produção de newsgames no Brasil. Começou, se não estou enganado, com o CSI brasileiro, jogo em que você usava técnicas da polícia para desvendar um assassinato – a história era ficção, mas os métodos reais. Depois teve o Jogo da Máfia, e as duas experiências foram das mais bem sucedidas, porque juntavam de maneira muito eficaz a informação com a tal da jogabilidade (era preciso, num caso, saber sobre máfia no mundo para operar melhor o tráfico; no outro, entender a perícia criminal para achar o assassino). A partir daí pegaram gosto pela coisa e muitos newsgames foram e ainda são produzidos na Abril, numa equipe bastante inovadora.

Há um debate, uma questão, que já fiz algumas vezes ao Frederico Di Giacomo, editor do Núcleo Jovem da Abril (que já falou a este blog num podcast): qual é o limite entre entretenimento e informação? Quando um jogo passa a ser um “newsgame”, e não “só” um game?

Não há uma resposta muito fácil, muito menos consenso na área.

Por exemplo, a Super fez um jogo sobre os Mortos de Lost – quem já tinha morrido na ilha, quem ainda estava vivo. Tudo bem que existe aí alguma informação, relevante especialmente para quem se interessava pelo seriado – mas parece que há pouco jornalismo aí para chamarmos de newsgames. Ou não?

A Super publicou recentemente três casos interessantes (superinteressantes?), e Fred Di Giacomo apresenta brevemente cada um deles. Abaixo, nossa análise.

Infográfico “República Imigrante do Brasil”
Aproveitando o gancho de que nunca tivemos tantos imigrantes morando no Brasil, lançamos essa reportagem multimídia infografada que inclui data visualization, mapas e um webdocumentário sobre a vinda de imigrantes pro Brasil.
ApocalipCity: Social Newsgame. 
A última capa da SUPER de 2011 foi uma edição sobre final do mundo. No começo de abril lançamos “ApocalipCity” um anti-Farmville, onde você não tem que construir casinhas, mas destruí-las. Para criamos as catástrofes nos baseamos na matéria de capa da SUPER.
Infográfico do fundo do mar
Infografamos o fundo do mar em uma produção toda feita em HTML5. Fomos indicados pro SPD ao  lado de 3 produções do New York Times.
O infográfico do Fundo do Mar é uma das melhores novidades do jornalismo da web dos últimos tempos, e não apenas no Brasil. De simples leitura, agradável, usando tecnologia de ponta (HTML5), traz muita informação de maneira compacta, usando a web no que ela tem de melhor: interatividade, espaço de leitura diferenciado – faltou talvez um multimídia com vídeos dos bichos, que seria legal. Não checamos todas as informações, também, mas uma delas, que nos pareceu bastante incrível, foi desmentida com uma busca simples. Parece que a história sobre uma ilha de lixo entre o Havaí e a Califórnia não é bem isso. Talvez seja o caso de re-checar a informação ou a fonte (não mencionada, ou bastante escondida, outro problema do infográfico).
A República dos Imigrantes é um belo trabalho também, com bastante informação, mas há uma grande dificuldade nos dados: o governo, até os anos 70, fazia a contagem de um jeito, e depois mudou, considerando apenas imigrantes residentes. O gráfico ficou um pouco confuso. Onde houve complicações maiores, entretanto – e isso não é exclusividade da Super, mas de muitos veículos impressos – foi na qualidade dos vídeos. Considerando que formam boa parte do conteúdo do produto, talvez tivesse valido a pena uma captação e uma edição mais cuidadosa e complexa.
Por fim, o caso do newsgame ApocalipCity – em que você precisa destruir a cidade, em vez da tradicional construção de cidades existente em games desde SimCity (1989). Até onde joguei, você controla cometas que precisam destruir uma cidade, o mais rápido possível, causando o máximo de aniquilação. É divertido, mas parece que falta, novamente, algo de jornalismo – ou então temos apenas um game. Ou não?

Leave a Reply


Warning: require_once(/home/flimultimidia/jornalismodigital.org/wp-content/themes/TheSource/footer.php): failed to open stream: Permission denied in /home/flimultimidia/jornalismodigital.org/wp-includes/template.php on line 688

Fatal error: require_once(): Failed opening required '/home/flimultimidia/jornalismodigital.org/wp-content/themes/TheSource/footer.php' (include_path='.:/usr/local/lib/php:/usr/local/php5/lib/pear') in /home/flimultimidia/jornalismodigital.org/wp-includes/template.php on line 688